Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Início do conteúdo

Maio Amarelo - Campanha de Conscientização sobre Segurança no Trânsito

Publicação:

Maio Amarelo - Campanha de Conscientização sobre Segurança no Trânsito
Maio Amarelo - Campanha de Conscientização sobre Segurança no Trânsito

Com o objetivo de colocar em pauta o tema da segurança no trânsito e mobilizar a sociedade, nasceu o movimento Maio Amarelo. Lançada em maio de 2011, a Década de Ação pela Segurança no Trânsito tem como objetivo fazer com que governos de todo o mundo se comprometam a tomar medidas para prevenir os acidentes no trânsito.

Desta forma, a Organização Pan-Americana de Saúde da Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) coordena os esforços globais ao longo da década e monitora os progressos a níveis nacional e internacional.

No mês de conscientização sobre segurança no trânsito, o Maio Amarelo, o Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul (CBMRS) ressalta a atuação da Câmara Técnica de Salvamento Veicular.

Criada em 2015, a Câmara é um órgão consultivo da Instituição, que obedece a critérios nacionais e internacionais quanto a procedimentos e compras de equipamentos e materiais.

IMG 1649
Foto da reunião no QCG
Composta por militares, de todos os 12 Batalhões de Bombeiro Militar, Companhia Especial de Busca e Salvamento e sob coordenação da Assessoria de Operações e Defesa Civil do Comando-Geral, a Câmara Técnica realiza reuniões para tratar de assuntos relacionados ao tema, traça padrões de desempenho no serviço e qualidade dos bombeiros militares nas ocorrências de acidentes veiculares, buscando sempre aperfeiçoar o serviço prestado. Segundo o presidente da Câmara Técnica de Salvamento Veicular, Tenente-Coronel Maurício, tem como função, também, estipular critérios para a formação e reconhecimento dos instrutores de salvamento veicular da Corporação, padrões de compra de materiais e equipamentos, e desenvolver os conteúdos a serem abordados nos cursos de formação e aperfeiçoamento do CBMRS.

Buscando, ainda, elevar cada vez mais a qualidade do serviço prestado, os titulares da Câmara Técnica de Salvamento Veicular tem como objetivo realizar o treinamento contínuo de todo o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar do Estado, em um nível de padrão internacional. Isso é possível com o esforço dos militares da Câmara, que possui três membros da Comissão Nacional de Salvamento Veicular e membros da Associação Brasileira de Resgate e Salvamento (ABRES), que está alinhada às normas da World Rescue Organisation (WRO), entidade mundial de salvamento. “Destaca-se ainda, a qualidade técnica dos militares do CBMRS, atualizados quanto a normas e padrões de condutas para atuação no resgate veicular e atendimento pré-hospitalar em acidentes deste tipo”, ressalta o Tenente-Coronel Maurício.

Foto: Dilvugação/CBMRS
CBMRS realiza treinamento inédito para resgate de vítimas de acidentes com ônibus - Foto: 5º BBM

CBMRS tem o Salvamento Veicular em seu DNA: Há 20 anos, equipe da Corporação venceu os Jogos Mundiais de Bombeiros em Durban, na África do Sul, na categoria Salvamento Veicular

Há 20 anos, equipe do CBMRS venceu os Jogos Mundiais de Bombeiros em Durban, na África do Sul, na categoria Salvamento Veicular
Há 20 anos, equipe do CBMRS venceu os Jogos Mundiais de Bombeiros em Durban, na África do Sul, na categoria Salvamento Veicular
Os Jogos Mundiais de Bombeiros, disputados de dois em dois anos em vários países, é uma competição internacional em que se pode competir em várias modalidades de esporte, atletismo e, claro, atividades de bombeiros.

Há 20 anos, a equipe do Subgrupamento de Busca e Salvamento do CBMRS cruzou o oceano e foi, junto a uma delegação do Estado do Rio Grande do Sul, participar da 5ª edição dos Jogos Mundiais de Bombeiros em Durban, na África do Sul.

O hoje 1º Tenente da Reserva Marco Antônio, que fazia parte da equipe, conta que haviam 27 países inscritos. “Solicitamos autorização da Brigada Militar (o Corpo de Bombeiros Militar era subordinado a BM), custeamos nossa viagem e fizemos nossa inscrição nas provas de salvamento veicular, salvamento em altura, na prova tática e técnica de combate a incêndio e o Aldomar participou da prova do bombeiro de ferro. Saímos daqui com uma única certeza: que a participação nesta competição faria parte da história das nossas vidas e seria um grande aprendizado”.

A equipe, formada pelo Capitão Kruger, Subtenente Almeida, Sargentos Marco Antônio e Edson e pelo Soldado Aldomar, teve uma série de dificuldades logo na chegada ao país da competição. Fora a distância da família pelo período de dez dias e o idioma, tiveram de pedir emprestado os Equipamentos de Proteção Individual e aprender a manusear o desencarcerador (equipamento utilizado nas ocorrências de salvamento veicular) 20 minutos antes da prova, pois era de um modelo diferente do utilizado no dia a dia. “Mas valeu muito a pena. Fomos pra luta e ficamos com o 1º lugar no salvamento veicular, 3º lugar no salvamento em altura, 4º lugar no combate ao fogo. Nos tornamos a primeira equipe gaúcha e talvez do Brasil a conquistar o primeiro lugar numa prova típica de bombeiro em uma competição internacional”.

Após 20 anos deste momento histórico, o Tenente Marco Antônio demonstra gratidão pela oportunidade e por seus companheiros de caserna: “Pessoas com quem eu tive a honra de conhecer e trabalhar. Não tem como deixar de referenciar o Coronel Prates, que foi o idealizador deste evento, que se não fosse por ele não teria acontecido. Comprou a ideia e não mediu esforços para concretizar o projeto. Meu muito obrigado a todos! Foi uma honra ter tido a oportunidade de representar o Corpo de Bombeiros Militar em um evento deste. Daqui a 20 anos, no mesmo dia vou relembrar nesta página este acontecimento ímpar para o CBMRS, pois naquele dia não era somente a equipe do Subgrupamento de Busca e Salvamento que estava competindo, mas todos os bombeiros do Rio Grande do Sul”.

Corpo de Bombeiros Militar do RS